Enquete do PL 2810/2008

O Projeto de Lei 2810/08, do deputado Silas Câmara (PSC-AM), obriga os hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) a terem geradores de energia elétrica. A medida valerá para hospitais com centros cirúrgico, obstetrício e de tratamento intensivo. Também serão incluídos os hospitais com unidades coronárias ou qualquer outro tipo de unidade de tratamento que não possa ter seus procedimentos interrompidos por falta de energia elétrica. De acordo com a proposta, o Poder Executivo definirá o porte dos hospitais que serão obrigados a ter os geradores e o prazo para a instalação dos sistemas.Segundo o deputado, a imprensa vem relatando casos em hospitais, inclusive fatais, que ocorrem devido à falta de energia elétrica. "Cirurgias são interrompidas abruptamente, respiradores e incubadoras param de funcionar devido a cortes momentâneos de energia", diz. O deputado destaca que essa situação é mais grave na Região Norte, onde a crise de energia elétrica "se mostra mais intensa". Tecnologia antiapagãoSilas Câmara afirma que essa situação seria aceitável caso não houvesse tecnologia suficiente para evitar essas eventualidades. No entanto, ele ressalta que essa tecnologia "antiapagões" já existe, e é utilizada principalmente em edifícios modernos e grandes empresas usuárias de equipamentos de informática. "Se as empresas de outros setores podem contar com o avanço propiciado pela tecnologia moderna, por que não estender tais benefícios aos usuários de serviços hospitalares?", indaga.TramitaçãoO projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.Reportagem - Adriana Resende/SRColaboração - Vicente Melo (Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura `Agência Câmara`)Agência CâmaraTel. (61) 3216.1851/3216.1852Fax. (61) 3216.1856E-mail:agencia@camara.gov.brSR