Enquete do PL 3245/2021

Resultado

Resultado parcial : desde 17/12/2021

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 2 5%
Concordo na maior parte 1 3%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 0 0%
Discordo totalmente 35 92%

O que foi dito

Pontos mais populares

Ponto positivo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Ponto negativo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 4 de 4 encontrados.

Baixar
  • Ponto negativo: O projeto é eleitoreiro, populista, discriminatório, imoral e ainda por cima baseado em mentiras. Vivem a falar que mulheres são empoderadas, mas pelo visto o empoderamento é sempre terceirizado: nas costas do contribuinte.

    Vitório D'Antona Data 20/12/2021
    2 gostaram
  • Ponto negativo: Homem não é cidadão de segunda classe , cadê a isonomia? Essa mulher não se dizia anti feminista??

    Randerson Prado Data 19/12/2021
    1 gostaram
  • Ponto negativo: Para verificar se a justificativa usada como por Zambelli é mesmo fake news, busque por Google Acadêmico usando termos como partner + women + cancer + divorce. Dentre os textos que já se debruçaram sobre o tema sugiro a revisão acadêmica: “Partner Abandonment of Women with Breast Cancer: Myth or Reality?” e o artigo não acadêmico "CHECAMOS: alegação de feministas sobre abandono conjugal de mulheres vítimas de câncer não tem amparo científico".

    Daniel Reynaldo Data 17/12/2021
    12 gostaram
  • Ponto negativo: Além do viés sexista, que trata de modo diverso mulheres e homens portadores de câncer, o projeto é fundamentado em uma fake news. A literatura acadêmica sobre o tema não suporta a principal alegação de "justificativa" do projeto, de que 70% das mulheres diagnosticadas com câncer sejam abandonadas pelo marido. A deputada autora ainda comete um erro de citação a ao atribuir à SBM a fala de uma médica que embora afiliada à entidade (como todo mastologista) não a representa.

    Daniel Reynaldo Data 17/12/2021
    8 gostaram
vote nesta enquete