Enquete do PL 5365/2020

Resultado

Resultado parcial : desde 03/12/2020

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 73 92%
Concordo na maior parte 3 3%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 0 0%
Discordo totalmente 3 5%

O que foi dito

Pontos mais populares

Ponto positivo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Ponto negativo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 10 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Mais uma ferramenta para o judiciário punir a criminalidade que tanto assola esse país.

    Matheus Silva Lincoln Data 11/08/2022
    1 gostaram
  • Ponto positivo: Crimes cometidos com tanta preparação e tanto potencial destrutivo são modalidades que evoluíram de tipos mais simples para modos mais complexos, planejados e ousados. Não podem, portanto, ser contemplados com penas de tipos penais mais brandos. O PL traz um pouco de alento à sociedade que não aguenta mais tanta tolerância com o crime.

    Cleber Data 04/08/2022
    1 gostaram
  • Ponto negativo: a pena proposta continua sendo baixa. O criminoso que comete tal atrocidade deveria ficar toda a vida na cadeia, mas como a lei brasileira não contempla pena de caráter perpétuo, o criminoso deveria ficar preso (sem saída temporária, sem progressão e sem benefícios como visita íntima) por, pelo menos 40 anos nos casos mais ''simples'' do crime.

    Cleber Data 04/08/2022
    2 gostaram
  • Ponto positivo: O que é certo é certo e o que é errado é errado. Nada mais justo do que tornar esta conduta típica e antijurídica.

    Cássia de Paula Manfrói Data 02/08/2022
    0 gostaram
  • Ponto positivo: Concordo totalmente, o novo cangaço evoluiu e agora chega ao ponto de dominar cidades por horas para apenas terem sucesso em sua empreitada delituosa. É inimaginável o poderio armamentista que esses criminosos possuem além de sua inegável estruturação. Não estamos mais lidando com o criminoso que rouba um celular ou uma pulseira, é preciso combater para que não se equipem ainda mais

    Jefferson Nobrega Data 12/05/2021
    2 gostaram
  • Ponto positivo: A tipificação é fundamental para o combate aos grupos criminosos que compõem essa modalidade criminosa. Parabéns aos idealizadores do projeto de lei.

    Roger Borges Data 24/02/2021
    2 gostaram
  • Ponto negativo: Tipificação e criminalização não reduzem a criminalidade. Pelo contrário, muitas vezes fazem-na aumentar. O que reduz criminalidade é redução da impunidade, via aumento da eficiência das forças de segurança, investigativas e do poder judiciário.

    Gino Data 10/02/2021
    0 gostaram
  • Ponto positivo: O fenômeno é exclusivamente brasileiro. Muitos irão confundir com convergência criminal. Há um abismo entre os conceitos. Parabéns ao Deputado!

    Ricardo Bsb Data 03/02/2021
    2 gostaram
  • Ponto positivo: O projeto é muito importante e baseia-se em estudos científicos que comprovaram a necessidade de alteração da legislação com o escopo de punir adequadamente quem comete crimes que impõe terror na sociedade. Lendo o comentário de Welynton Noroefe Domingues acima, percebe-se que não leu a íntegra do projeto ao emitir sua opinião negativo ao PL. Caso tivesse lido, teria percebido que o PL foi sim baseado em fonte científico-juridica. Torço para que seja aprovado o PL. Alan Fabiano

    ALAN FABIANO Data 28/01/2021
    2 gostaram
  • Ponto negativo: O PL não leva em consideração o cenário jurídico brasileiro, e vai na contramão dos países desenvolvidos uma vez que leva em seu texto a proposição de que tipificar e aumentar a pena reduz a criminalidade, que por si só já é uma falácia. Outro detalhe é os dados coletados pelo autor que não trazem nenhum tipo de posicionamento juridico-academico.

    Welynton Noroefe Domingues Data 14/12/2020
    1 gostaram
vote nesta enquete