Enquete do PL 5091/2020

Resultado

Resultado parcial : desde 04/11/2020

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 35 63%
Concordo na maior parte 2 4%
Estou indeciso 1 1%
Discordo na maior parte 1 3%
Discordo totalmente 16 29%

O que foi dito

Pontos mais populares

Ponto positivo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Ponto negativo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 9 de 9 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Qualquer tipo de violência não tem a ver com o gênero, e sim pelo caráter, é algo pessoal, todos as pessoas podem praticar maldades, logicamente que a forma que uma criança é educada que vai definir que tipo de adulto que vai ser, educação vem do berço, da escola e quando não aprende a sociedade educa da forma mais severa, devemos entender que existe misoginia e misandria, sendo a mesma coisa porem praticada pelos o gêneros, o importante é não generalizar e que todas as pessoas cometem erros.

    Bruno Alencar Data 24/12/2020
    0 gostaram
  • Ponto negativo: Qualquer tipo de violência não tem a ver com o gênero, e sim pelo caráter, é algo pessoal, todos as pessoas podem praticar maldades, logicamente que a forma que uma criança é educada que vai definir que tipo de adulto que vai ser, educação vem do berço, da escola e quando não aprende a sociedade educa da forma mais severa, devemos entender que existe misoginia e misandria, sendo a mesma coisa porem praticada pelos o gêneros, o importante é não generalizar e que todas as pessoas cometem erros.

    Bruno Alencar Data 24/12/2020
    1 gostaram
  • Ponto negativo: Pelo estado de instabilidade emocional por conta do crime uma pergunta na cabeça da vítima e um questionamento se aconteceu ou não o crime pois para seguir com o processo ela chega na delegacia aí fala com um policial aí depois com um escrivão delegado e outras pessoas e na cabeça da vítima deve parecer que eles não estão levando a sério mas não o serviço deles e perguntar para dar processo

    Lucas Antunes Da Silva Data 03/12/2020
    2 gostaram
  • Ponto positivo: Essa iniciativa é um grande passo. Mesmo a a sanções sendo brandas , mas que possamos manter nossa vítimas em segurança e tratadas com os devido respeito. Conheço casos de mulheres que foram denunciar casos de violência e viraram chacota dentro da delegacia , foram humilhadas de maneiras desproporcional, que não tiveram mais coragem de voltar.

    Tatiana Sousa Data 02/12/2020
    4 gostaram
  • Ponto negativo: A punição deveria ser mais severa, ou a multa já deveria ser estipulada. Sou a favor da iniciativa, mas a proposta carece de efetividade.

    Marta Moura - Advogada Data 02/12/2020
    4 gostaram
  • Ponto positivo: Está ausente da proposta a conduta praticada por agentes institucionais privados como escolas, faculdades, universidades. A violência institucional (psicológica, moral, física e sexual) também frequenta e muito estes espaços - o que macula o sagrado direito à educação e a própria dignidade da pessoa humana. Estão ainda ausentes penas administrativas aos agentes públicos como, por exemplo, perda ao direito de participar de concurso interno de remoção, entre outros

    M _ Data 01/12/2020
    1 gostaram
  • Ponto negativo: A punição e a magnitude do crime têm de ser mais severas. Não pode ser algo que facilmente seja transformado em pagamento de multa e pronto.

    Alexandre Jacobo Data 05/11/2020
    1 gostaram
  • Ponto positivo: É essencial que haja um ambiente de segurança para que vitmas denunciem agressores. Hoje o cenário é de medo de denunciar.

    Michael Denner Nunes Lino Data 05/11/2020
    3 gostaram
  • Ponto positivo: Para deferimento de gratuidade de justiça, o juiz opta por quebrar sigilo bancário e fiscal da vítima e entregá-la ao estuprador. E mesmo a vítima ter requerido várias vezes segredo de justiça, isso é até desconsiderado mesmo envolvendo assunto relacionado a crianças.

    Cruz Advogados Data 04/11/2020
    2 gostaram
vote nesta enquete