Enquete do PL 1774/2019

Resultado

Resultado parcial : desde 26/03/2019

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 16 4%
Concordo na maior parte 0 0%
Estou indeciso 3 0%
Discordo na maior parte 3 2%
Discordo totalmente 341 94%

O que foi dito

Pontos mais populares

Ponto positivo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Ponto negativo: Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volupat. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipscing elit, sed diam nonummy nibh erat volupat.

Fulano de tal Data 00/00/0000
0 gostaram

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 29 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Medicamento por mais que seja isento de prescrição, precisa orientação de profissional qualificado, quando da dispensação, não é qualquer mercadoria, trata - se da saúde das pessoas, e até porque há muitos polimedicados, idosos, pacientes com doenças crônicas. Como dizia estudioso: o que faz a diferença entre remédio e veneno é a dose, então: se há um profissional qualificado para orientar quando da necessidade, efeitos adversos, quantidade máxima diária, Interações com medicamentos, alimentos.

    Verónica Data 17/05/2022
    4 gostaram
  • Ponto negativo: Em um país onde médicos prescrevem amoxicilina para "gripe" deveria levar mais a sério essa questão de saúde pública. Liberar a venda de medicamentos por mais que sejam MIPS será um potente incentivador ao uso irracional de medicamentos.

    Ada cecatto Data 17/05/2022
    5 gostaram
  • Ponto negativo: Medicamentos isentos de prescrição não são isentos de efeitos colaterais, não são isentos de superdosagem, não são isentos de intoxicação e nem de efeitos cruzados. Portanto ao invés de acolher a população, uma medida como esta, põe em risco a população, banaliza o medicamento e a classe farmacêutica, que dia após dia sofre com a mercantilização exacerbada do seu ramo de atuação.

    Leandro Emilio Data 17/05/2022
    6 gostaram
  • Ponto negativo: A Farmácia é um estabelecimento de saúde e medicamento não é mercadoria. Sem orientação de um profissional habilitado, o medicamento vira veneno (depende de dose e uso). Além das alergias medicamentosas e alimentares individuais de cada paciente, que sem orientação Farmacêutica vira um problema de vida ao paciente. MEDICAMENTO É COISA SÉRIA! NÃO MATEM MAIS PESSOAS POR FALTA DE INFORMAÇÃO E FALTA DE EMPATIA A VIDA DO SER HUMANO!

    Tatiane De Matos Ritis Data 17/05/2022
    6 gostaram
  • Ponto negativo: Não devia nem ser discutido! Se o índice de automedicação já é elevado, imagina com liberação de vendas em supermercado, por mais “simples” que sejam, não elimina a possibilidade de efeitos colaterais pelo uso indiscriminado. 🤦🏽‍♀️

    MARIA GALBENIA NOGUEIRA SILVA Data 17/05/2022
    7 gostaram
  • Ponto negativo: Discordo totalmente. Medicamentos por mais simples que possam parecer, ou o mais costumeiro que se usam no dia a dia, não estão isentos de acompanhamento de um profissional farmacêutico. Esse tema não deveria nem estar em debate, por motivos óbvios.

    BROGVAL DA SILVA SOUZA Data 17/05/2022
    8 gostaram
  • Ponto negativo: O pessoal esquece que aqui no Brasil uma das coisas que mais mata é a intoxicação medicamentosa. Causada justamente pelo uso indiscriminado e irracional dos medicamentos! Mesmo aqueles Isentos de Prescrição Médica. Discordo Totalmente!

    Vinícius Evangelista Data 17/05/2022
    5 gostaram
  • Ponto positivo: É um atentado a saúde pública. Remédio não é alimentação. Medicamento é coisa séria, precisa de orientação correta, não de repositor de mercado

    Lilian Pereira Data 17/05/2022
    10 gostaram
  • Ponto negativo: Não deveria nem precisar de explicação já que é óbvio. Muitas pessoas ainda tem o costume da automedicação, a vizinha indica, a comadre indica e isso pode trazer riscos para a população. Os números de intoxicações por medicamentos são gigantes, imagina se tiver para comprar livremente, principalmente idosos que a maioria já são polimedicados e pode ocorrer interação medicamentosa, intoxicação e potencializar problemas que já tem. Medicamento somente com orientação de um Farmacêutico.

    Suellen Ferreira Data 17/05/2022
    5 gostaram
  • Ponto negativo: Sem orientação de um profissional habilitado, qualquer medicamento se torna um potencial PRM (problema relacionado ao medicamento).

    Gleilton Weyne Data 17/05/2022
    4 gostaram
vote nesta enquete